O Livro

“O perdão não modifica o passado, mas expande o futuro.”

O novo trabalho do comunicador e terapeuta Armando Falconi Filho, Perdão gera saúde, é um convite para uma viagem de renovação.

Capítulo a capítulo, num clima informal e íntimo, o leitor é apresentado a um mapa para essa viagem de autoterapia, pois o autor não apenas discute os fundamentos de sua tese, mas sugere práticas, estratégias para enfrentar situações reais, exercícios de relaxamento preparatórios para a meditação e a oração, e finalmente, os passos do perdão e do autoperdão. É um treinamento que, proporcionando pequenas descobertas e conquistas diárias, cumulativamente desenvolve um bem-estar integral, duradouro.

Desta vida só levamos o que deixamos no outro.

Então, por que carregar o ódio e o ressentimento, se podemos oferecer o amor e a compreensão que também existem em nós?


O perdão é como o diamante, tem muitas facetas. Ele exige que lapidemos nossos recursos pessoais pela educação; já a palavra “educar” tem origem na raiz “educare”, que significa “tirar o que está dentro e trazer para fora”.

Ora, se fomos criados à imagem e semelhança do Criador, o perdão já é parte de nossa bagagem interior.

Ao passarmos pelas mãos dessa lapidadora chamada evolução, somos estimulados a deixar sair, lá de dentro do nosso ser, os valores que já carregamos intrinsecamente.

Progressivamente, passamos a entender que o perdão é também uma das facetas daquilo que nós chamamos de caridade, que, nas sábias palavras de Paulo de Tarso, é “o amor em movimento”, gerando ação, dinâmica, alimentando novos comportamentos no nosso dia a dia.

(Trecho do livro)